Informações sobre o Evento

Boas Práticas na Agropecuárias para Queijarias Artesanais

EMENTA DE CURSO BOAS PRÁTICAS AGROPECUÁRIAS (BPA) PARA QUEIJARIAS ARTESANAIS

Referência: Instrução Normativa nº 73/2019 (MAPA), que estabelece, em todo o território nacional, o Regulamento Técnico de Boas Práticas Agropecuárias destinadas aos produtores rurais fornecedores de leite para a fabricação de produtos lácteos artesanais, necessárias à concessão do selo ARTE.

1. Saúde animal:

a. Programa Nacional de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose Animal (PNCEBT);

b. Controle da brucelose e tuberculose - aspectos particulares da IN 006/2019 Agrodefesa;

c. Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa;

d. Mastite clínica e subclínica: controle, procedimentos e testes de detecção;

e. Controle parasitológico e de outras manifestações patológicas que comprometem a saúde do rebanho e a qualidade do leite;

f. Estado clínico, nutricional e fisiológico dos animais;

g. Controle de resíduos de medicamentos e outras substâncias no leite e na carne com monitoramento do período de carência;

h. Registros auditáveis de ocorrências de doenças, de uso de produtos de uso veterinário e defensivos, dos testes de brucelose e tuberculose, e das vacinações e demais planilhas de controle da produção;

i. Calendário vacinal;

j. Defensivos agrícolas e produtos de uso veterinário – Uso, armazenamento, carência, descarte e medidas preventivas;

 

2. Meio ambiente:

a. Destinação de águas residuais provenientes da atividade leiteira;

b. Programa de controle de pragas e roedores.

 

3. Obtenção higiênica do leite:

a. Condução do animal ao local de ordenha: horários para a ordenha, o trato e o descanso do animal;

b. Higiene pessoal do ordenhador;

c. Higienização do úbere;

d. Desinfecção dos tetos pré-ordenha (pre-dipping);

e. CMT (California Mastits Test); f. Teste da caneca de fundo preto;

g. Desinfecção dos tetos pós-ordenha (pós-dipping);

h. Instalações e limpeza e desinfecção da sala de ordenha;

i. Higienização e manutenção do equipamento de ordenha.

4. Condições para processamento e armazenamento do leite:

a. Instalações necessárias e higiene da área de armazenamento do leite;

b. Condições de temperatura e armazenamento do leite;

c. Manutenção de registros auditáveis das análises de qualidade da água;

d. Análise anual de qualidade da água utilizada durante o processo de ordenha: coliformes termotolerantes e Escherichia coli, pH, dureza, nitrato e Sólidos Dissolvidos Totais;

e. Registro auditável da periodicidade das análises de qualidade de leite.

5. Cuidados com o rebanho:

a. Controle da qualidade e armazenamento de água e de alimentos dos animais;

b. Higiene de bebedouros e cochos;

c. Alterações comportamentais em animais doentes;

d. Bem-estar animal: manejo calmo e tranquilo;

e. Ambiência das instalações;

f. Sombreamento;

g. Dimensionamento de bebedouros e comedouros;

h. Planejamento forrageiro

Agenda

Data 24 de Setembro de 2020
Local Online

Programação


Início as 18h

Certificado

A sua presença confirmada no evento proporciona a possibilidade de emissão de seu certificado.